ADRIANO MESSIAS

é autor de obras para crianças e jovens. Neste livro, traz uma aventura cheia de bichos engraçados, que aprontam muita confusão durante uma longa viagem sobre as águas.

Além de seu trabalho voltado aos pequenos leitores, estuda pós-doutorado em Tecnologias da Inteligência e Design Digital e fez doutorado em Comunicação e Semiótica. Também foi pesquisador em literatura fantástica e cinema, na França e na Argentina. Antes disso, cursou mestrado em Comunicação Social e graduou-se em Jornalismo e em Letras.

Seja como escritor, seja como pesquisador, os monstros e os animais são parte de seus objetos de interesse há um bom tempo. E adora inventar histórias sobre eles.

Hoje, já tem mais de cinquenta títulos de ficção publicados, os quais fazem parte do acervo da garotada brasileira.

ANITA PRADES.webp

ANA GUIMA

Ana Guima, assinatura artística de Ana Rita de Freitas Guimarães, nasceu em São Paulo em novembro de 1975. É educadora, artista visual e artesã. Graduou-se em Pedagogia pela USP e concluiu o curso de Especialização em Arte e Educação – Ensino, Arte e Cultura (NACE NUPAE/ECA USP). Trabalhou por 15 anos no Ensino Fundamental. Tem dois trabalhos publicados como ilustradora pela ÔZé Editora: A lenda das três laranjas, de Bettina Bopp (1ª ed. 2011)
e Pra onde foi o pai da Maria Borralheira?, de Zeco Homem de Montes (
1ª ed. 2013), ambos confeccionados originalmente com recorte e costura em tecido e depois fotografados. É uma das integrantes do Trans-ver Coletivo de arte.

 

 

 

ANITA PRADES

É ilustradora, escritora e atriz. Mestre em Artes pelo Instituto de Artes da UNESP. Ilustrou diversos livros, como Cadê o Pintinho? e Os incomodados que se mudem, ambos de autoria de Márcia Leite (Editora Pulo do Gato); Fábulas de La Fontaine, de Fernanda Lopes de Almeida (Editora Melhoramentos) e Alberta e o pássaro azul, de Cristina Mutarelli (Editora Terceiro Nome). Lançou, em 2020, Fio de Rio (Selo Emília), seu primeiro livro autoral.  

ANNA FLORA

Anna Flora é historiadora formada pela PUC-SP e Mestre em Teatro pela ECA-USP. Tem cinquenta e um livros publicados. Em parceria com Ruth Rocha, ganhou três vezes o Prêmio Jabuti: melhor livro didático em 1997 e 2010 e Livro do Ano em 2000.

 

 

 

BEL ASSUNÇÃO AZEVEDO

Bel Assunção Azevedo estudou Ciências Sociais na PUC-SP e atualmente escreve seus próprios textos, com base nas pesquisas que realiza sobre a cultura popular. Sua primeira história, Tita e Lola, foi publicada em 2010 pela revista Nova Escola.

 

 

 

BETTINA BOPP

Bettina Bopp nasceu e vive em São Paulo. Cursou Letras na PUC de São Paulo e desde sempre deu aulas e contou histórias para crianças. Escreveu e adaptou peças de teatro e tem dois prêmios no currículo: Prêmio-estímulo, pela adaptação da Ópera Carmem para crianças, e Prêmio Panamco, pela peça infantil Antes que o Feitiço se Espalhe. Pela ÔZé Editora, adaptou A Lenda das Três Laranjas. Bettina tem um blog, chamado Pra quando você acordar, tem três filhos e muitas ideias...

CANDU MARQUES e LU MENDES

Candu Marques e Lu Mendes são psicólogas especializadas na área de educação, sócias da consultoria Lumec Educação e Cultura. Desenvolvem projetos educacionais junto a comunidades, creches, escolas e sistemas de ensino. A cultura e a literatura têm sido recursos utilizados em suas atividades desenvolvidas, sejam elas relativas a projetos pedagógicos ou capacitação de grupos de educadores.

Formadoras do Projeto "Educar para Reciclar" para Educadores de 35 escolas do ensino fundamental do município de Itapevi, São Paulo.

Autoras dos livros: CAZA, Uma Matriz de muitos Zezinhos, sobre a ONG Casa do Zezinho junto com Dagmar Garroux
e Levi Mendes Jr , publicado pela Editora OZé em 2013 e A Cultura Popular gerando ideias na Educação Infantil- Itinerário Pedagógico, publicado pela Editora OZé em 2012.

São responsáveis  pelo projeto pedagógico e aplicação do Itinerário Pedagógico  na Educação Infantil das escolas municipais da cidade de São Bento de Sapucaí no estado
de São Paulo. Acompanham e supervisionam esse trabalho desde 2009.

Participam e coordenam a  implantação e acompanhamento de projetos referentes a cultura popular em escolas particulares, como o Centro de Educação Infantil Espaço Aberto (desde 2001) e instituições voltadas para crianças e jovens em situação de risco, como a  Casa do Zezinho (desde 1990) e o Projeto Quixote ( desde 2006), na cidade de São Paulo.

Responsáveis pela implantação do Projeto de Literatura e Cultura Popular Pé de Jabuticaba em cinco municípios de três estados brasileiros: Sorocaba, Pindamonhangaba e Mogi das Cruzes, em São Paulo; Rio Verde, em Goiás; Barreiras, na Bahia, sempre com a parceria das secretarias municipais de educação.

CARLA CARUSO

Carla Caruso escreve e ilustra livros há dezoito anos.  Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica, de São Paulo. Publica diversos gêneros literários: ficção, informativo e poesia. Já recebeu alguns prêmios, entre eles, o Jabuti, no ano de 2010. Vive entre São Paulo, sua cidade natal e Montevidéu, no Uruguai. Está sempre em contato com seu público leitor em diversos espaços culturais.

CARLOS MORAES

Carlos Moraes é gaúcho radicado em São Paulo. Trabalhou como jornalista nas revistas Realidade, Psicologia Atual, Nossa América e Ícaro. É escritor de livros para crianças, jovens e adultos, entre eles  A Vingança do Timão, vencedor do Prêmio Jabuti de 1981. A grande força do seu texto está no humor dos diálogos, na visão crítica sem ser panfletária e nas comparações inusitadas que respeitam a inteligência da criança e do jovem leitor.

CESAR LANDUCCI

Cesar Landucci é paulistano, formado em Artes Plásticas pela FAAP. Trabalhou vinte anos como editor de arte em várias editoras e atualmente tem estúdio próprio. Recebeu em 1993 o Prêmio Jabuti de projeto gráfico pela coleção “Acorda, bicho homem”, da editora FTD, e o Prêmio Malba Tahan pelo livro Leonardo da Vinci, publicado pela Cortez Editora.

CHRIS MAZZOTTA

Artista Visual (designer, ilustradora, escultura e artista conceitual), especializando-se em Design Editorial pelo Istituto Europeo di Design de São Paulo. Formada em Desenho Industrial com ênfase em Design de Produto, focou-se em projetos de autor. Trabalhou como designer e gerente de produção para a H. Stern (joias) e como designer e escultora para a Kinder Ferrero (brinquedos). Foi coordenadora do Istituto Europeo di Design, em Roma, Itália. Desenvolveu projetos para a cultura lúdica com a ONG italiana Progetto Quale Gioco e desenvolve projetos de formação para o desenvolvimento humano juntamente à ONG italiana Progetto Persona. Desde 2004 dedica-se à pesquisa de processos criativos em artes visuais e à realização de álbuns ilustrados, tendo estudado e colaborado com grandes nomes da ilustração europeia de autor. Participou como artista de diversas exposições no território nacional e internacional. Além de ilustrações, atualmente dedica-se aos Toys Art. Desde 2005 assessora profissionais nas mais importantes feiras de Design e Editoria do mundo e ministra workshops no Brasil e na Itália.

Clarice Cajueiro.jpeg

CLARICE CAJUEIRO

Formada em Artes Visuais em Salvador, na Bahia. Cursou Fotografia no Rio de Janeiro, e em Paris, na França, para estudar Arte Contemporânea.
Ilustrou o livro Abrapoema buscando a beleza da simplicidade.

capa_o coracao de plastico.jpeg
ALCATEIA.jpeg
ALCATEIA.jpeg
978-65-990107-7-4 capa Alcateia.jpeg
WhatsApp Image 2020-09-10 at 16.23.56.jp

DEBORAH ENGELENDER

Deborah Engelender é arte-educadora e trabalha com oficinas para crianças e educadores. É carioca, já morou em Portugal e atualmente vive na cidade de Tiradentes, em Minas Gerais.

ALCATEIA.jpeg
ELISA_CARARETO_edited.jpg

ELISA CARARETO

Elisa Carareto nasceu em 1986 na cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo. Durante sua infância, seus pais se mudaram para Jaboticabal, lá cresceu e começou a desenhar. Em 2009, formou-se em Imagem e Som pela UFSCar. Desde 2010, vive em São Paulo e trabalha como ilustradora. Em 2014, foi selecionada para integrar o 5º Catálogo Iberoamericano de Ilustração e para participar da exposição "Compulsão Narrativa", organizada pelo Sesc Vila Mariana. Em 2016, co-dirigiu a arte da série de animação Vivi Viravento (com Marcella Tamayo e Juan Herrera Prado). Em 2018, foi selecionada como finalista do prêmio Golden Pinwheel e ilustrou seu primeiro livro “A Avó Amarela”, publicado pela ÔZé Editora. No ano de 2020, em nova parceria com a ÔZé, foi também a ilustradora do livro "Maremoto".

a_avó_amarela_capa_2.jpeg
WhatsApp Image 2020-03-05 at 14.43.40.jp
978-65-990107-7-4 capa Alcateia.jpeg
fabiola reis.jpeg

FABÍOLA REIS

Nasceu em São Paulo e desde criança adora ler e ouvir histórias. É publicitária e pedagoga e há 20 anos leciona para crianças do Ensino Básico. Adora ensinar e aprender com elas. Foram as crianças que a inspiraram a escrever contos. Por isso, foi fazer uma pós-graduação para aprender mais sobre a literatura infantojuvenil. Alcateia é seu primeiro livro, publicado pela ÔZé Editora. 

ALCATEIA.jpeg

FERES KHOURY

É formado em Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - FAU/USP, onde hoje leciona. Desenvolveu sua carreira profissional como professor e artista plástico, e tem participado constantemente de exposições individuais e coletivas. É também autor de livros de pequena tiragem que valorizam a gravura original. Recebeu o 1° prêmio da Oitava Mostra de Gravura da Cidade de Curitiba, em 1988, e foi contemplado com a Bolsa Vitae de Arte/ Gravura em 1996. Atualmente continua desenvolvendo seu trabalho de pintura, desenho e gravura.

978-65-990107-7-4 capa Alcateia.jpeg
fernanda rios.jpeg

FERNANDA RIOS

Nasceu e cresceu em São Paulo. Passou quase todas as férias escolares nas cidades dos seus pais, na Bahia. Morou em Berlim e um dia ainda vai conhecer o Japão.

Desde criança, gosta muito de histórias. Por isso, é formada em Cinema (FAAP) e em Letras (USP), e mestre em literatura alemã (FFLCH-USP). Trabalha há 10 anos como assistente de direção, ajudando equipes a contar histórias em comerciais, filmes e séries.

Em 2019, ganhou um prêmio – o ProAc – para publicar seu primeiro livro. Nele, você vai conhecer uma princesa, um dragão e um soldado... personagens como você nunca viu antes.

A PRINCESA E O DRAGÃO.jpeg
Flavia_036_pb.jpg

FLÁVIA REIS

Flávia Reis cursou faculdade de Direito, especialização em Literatura na PUC-SP, Mestrado em Letras na USP, e atualmente é doutoranda e realiza um trabalho de pesquisa sobre o Imaginário, Cultura e Liberdade na Literatura para Crianças e Jovens. Escreveu alguns livros voltados ao público jovem. Maremoto é o sétimo da lista e o primeiro com a OZé editora.

GENE JOHNSON

Gene Johnson nasceu nos Estados Unidos, tendo suas obras expostas nos Estados Unidos, no Brasil, em Cuba e na Europa. Executa trabalhos com gravuras, pinturas e colagens. Divide seu tempo entre o ateliê de Ilhabela, em São Paulo, no México e em Nova York.

 

 

GIL VELOSO

É paranaense desde os anos 1960 e reside em São Paulo há 34 anos. Por 10 anos foi assistente do escritor Caio Fernando Abreu. Editou seu livro de crônicas, Pequenas epifanias (1996). Trabalhou também com os escritores Lygia Fagundes Telles e João Silvério Trevisan.

Estreou na literatura em 2009, com a coletânea de contos Fábulas Farsas. Desde criança gostava de fazer artes com as palavras. O menino arteiro é uma pequena mostra disso, que hoje continua fazendo. É também professor de ioga, que é uma maneira séria de brincar com o corpo, torcendo-se e contorcendo-se... Como o menino arteiro diz, “sou um parafuso distorcido e confuso; preciso de uma chave que me defenda”.

WhatsApp Image 2020-03-05 at 14.43.40.jp

GUTO LACAZ

Guto Lacaz é arquiteto e artista plástico. Seu trabalho é reconhecido pela crítica e adorado pelo público. Humor, invenção e surpresa são elementos sempre presentes em suas obras e nos textos literários infantis e juvenis por ele ilustrados. Essas características combinam bastante com a literatura para crianças e jovens, pois remetem às travessuras da infância, às brincadeiras de “faz de conta” e aos jogos infantis.

978-65-990107-7-4 capa Alcateia.jpeg

IONIT ZILBERMAN

Nasceu em Tel Aviv, Israel, e se mudou para São Paulo com seus pais aos seis anos de idade.

Quando pequena, costumava “desenhar música”, usando seus enormes fones de ouvidos. Nunca mais parou de desenhar.

O sonho de ilustrar livros infantis começou numa pequena livraria, a Klaxon, onde trabalhava meio período enquanto cursava a faculdade de Artes Plásticas.

De lá para cá, foi assistente de artista, assistente de professora de artes, trabalhou em montagens de Bienal, estagiou em um escritório de design gráfico, ilustrou revistas por alguns anos... até, finalmente, começar a ilustrar livros.

Tem 40 livros publicados, alguns deles traduzidos para línguas estrangeiras.

Este é um livro muito especial para ela: o editor, o Zeco, era também o dono da livraria Klaxon, onde começou a sonhar com o que faz hoje. Foi para ele que ilustrou este livro.

9788564571457MAIN.jpg.jpg
978-65-990107-7-4 capa Alcateia.jpeg

JANAIA TOKITAKA

Janaina Tokitaka é bacharel em artes visuais pela Universidade de São Paulo e começou sua carreira como escritora em 2010, quando publicou seu primeiro álbum ilustrado, Tem um monstro no meu jardim. Desde então, publicou quarenta outras obras para o público infantil e juvenil. Seus livros Escamas (Editora Cortez, 2014) e Nanquim (Editora Cortez, 2016) receberam o selo "Altamente Recomendável" pela FNLIJ - Fundação Nacional de Literatura Infanto-Juvenil; Escamas e A árvore: os três caminhos foram selecionados para representar o Brasil no catálogo da Feira Internacional de Bologna de Livros Infantojuvenis. Foi a ilustradora brasileira selecionada para o workshop BIB - Unesco 2016, da Bienal Internacional de Bratslava, na Eslováquia. Ministra cursos livres sobre literatura e ilustração produzidas para o público infantil em instituições como MIS - Museu da Imagem e do Som, ECA - USP, Escola do MAM e Escola do MASP.

ALCATEIA.jpeg
João Luiz.jpeg

JAYME LOUREIRO

Jayme Loureiro nasceu em São Paulo em 1961, onde vive até hoje. Professor e pesquisador na área de Literatura Brasileira, é graduado em História (USP), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Literatura Brasileira (USP). Durante os anos de 1990, teve uma pequena livraria especializada em Ciências Humanas, a Mercador de Livros. Publicou dois livros infantis: Peçoinhas (2011) e Sob as ordens do Major Costinha e outras histórias do mundo animal (2013), ambos pela ÔZé Editora.

 

 

 

JOÃO LOUREIRO

JOÃO LUIZ GUIMARÃES

João Loureiro,1972, é Mestre em Poéticas Visuais pela ECA-USP (2007) e Licenciado em Artes Plásticas pela FAAP (1995). Fez individuais como “Pedra que Repete”, na Casa da Imagem (2013), “Fim da Primeira Parte”, na Galeria Vermelho (São Paulo, 2011), “Blue Jeans”, no Projeto Octógono de Arte Contemporânea da Pinacoteca do Estado (São Paulo, 2009) e  “Reaparição”, no Paço Imperial (Rio de Janeiro, 2008). Participou das exposições “Open Borders/Crossroads Vancouver Biennale” (Vancouver, 2014), “Panoramas do Sul – 18 Festival Internacional de Arte Contemporânea SESC/Videobrasil”, no SESC Pompéia (São Paulo, 2013),  “In Situ – Arte en el Espacio Publico, em San Carlos de Bariloche, (Argentina ,2012), “Caos e Efeito”, no Instituto Itaú Cultural (2011), “MAM na OCA: Arte Brasileira no Acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo”, na OCA (São Paulo, 2006), “Panorama da Arte Brasileira”, no Museu de Arte Moderna  (São Paulo ,2005) e “20 Artistas - 20 Anos”, no Centro Cultural São Paulo (São Paulo, 2002). Recebeu em 2004 a Bolsa Vitae de Artes Visuais, e em 2007 foi premiado no Edital  Arte e Patrimônio - IPHAN/MINC/Petrobras, realizando a instalação permanente “JAZ”, em São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul.

 

 

Nascido no Rio de Janeiro, formado em jornalismo, trabalhou em revistas na Editora Abril e na Agência Reuters. Como autor infantil, escreveu O Vento de Oalab (Edições SM), vencedor do Prêmio Barco a Vapor e do International Latino Book Awards; e Papo reto & Papo curvo (Editora do Brasil), vencedor do Prêmio Off-Flip e pré-finalista do Prêmio Jabuti. O livro também integrou o catálogo brasileiro da FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil) na Feira do Livro de Bolonha.

Este, Sagatrissuinorana (ÔZé Editora) foi um jeito que achou para homenagear todo o amor que sinto pela (p)rosa poderosa de meu xará monumental.

capa saga .jpg
júlia_medeiros_edited.jpg

JÚLIA MEDEIROS

É neta da Esmeralda e da Beatriz desde 1986, de São João del Rei, Minas Gerais. Um dia achou uma foto em que elas vestiam blusas de modelos idênticos, mas com cores diferentes e decidiu apelidá-las de Vó Amarela e Vó Azul para combinar. Foi uma farra! Quando virou adulta, inventou de presente  para vó Beatriz uma personagem que se chamava Temporina (também é atriz e compositora, do Grupo Ponto de Partida) e, para a Esmeralda, fez uma história que virou livro, o primeiro de todos. Ter crescido tão pertinho do amor delas a deixou alaranjada-brilhante.

a_avó_amarela_capa_2.jpeg

JULIANA VALVERDE

Juliana Valverde tem sua história inciada em Salvador, Bahia, onde nasceu. Com sete anos de idade veio para São Paulo, trazendo consigo muito afeto, música, imaginação e memórias avoengas - negras, indígenas, espanholas, portuguesas, brasileiras, baianas.

Sempre gostou de ouvir, ler, contar e cantar palavras. Por esse gosto, estudou Letras, Música e Literatura. Brinca de ser poeta, cantora, compositora e editora de textos. É filha de Julio e Deborah. É mãe de Bianca. Este livro é sua primeira publicação de poemas para mindinhos.

WhatsApp Image 2020-09-10 at 16.23.56.jp
Capa eu, ué! 2.jpg

LARTHE DE MORAES ABREU JUNIOR

Laerthe de Moraes Abreu Jr. é educador formado em Pedagogia, Mestre e Doutor em Educação, com pós-doutorado pela Universidade do Minho, em Portugal. É professor da Universidade de São João del-Rei, em Minas Gerais.

LIDO%20LOSCHI_edited.jpg

LIDO LOSCHI

É ator do Grupo Ponto de Partida. Letrista, participou da trilha sonora de vários espetáculos do grupo, como: Pra Nhá Terra, A vaquinha Lelé, Par, Roda que rola e Presente de vô. Fez também parcerias com Pablo Bertola para o CD O menino e o poeta. Lançou, em 2019, seu primeiro livro: Onde davam esses trilhos.

LUISE WEISS

Luise Weiss leciona Artes Plásticas na Unicamp e na Universidade Santa Marcelina. Realiza pesquisas artísticas nas quais focaliza gravuras, fotografias e vídeos cujos eixos temáticos são a Memória e o Tempo.

capa_o coracao de plastico.jpeg
978-65-990107-7-4 capa Alcateia.jpeg

MARCO TÚLIO COSTA

Marco Túlio Costa nasceu em Minas Gerais. Publicou vários livros para crianças e jovens: O gato que falava siamês, A ovelha de blue jeans e Histórias de mor distante, que recebeu o Prêmio Jabuti de melhor livro juvenil em 2004.

 

 

 

MARIA AMÁLIA CAMARGO

Desde pequena coleciona perguntas. Lembra-se que a primeira delas foi: "O que vou ser quando crescer?". Então cresceu, fez faculdade de Letras, trabalhou em projetos de arte-educação em museus e descobriu que conviver com crianças é muito divertido. Desde 2006, escolheu a literatura infanto-juvenil como profissão. Este é o seu terceiro livro em parceria com Ionit. Juntas, já publicaram Num reino cor de burro quando foge (Girafinha, 2009) e A ervilha que não era torta, mas deixou uma princesa assim (Caramelo, 2012).

9788564571457MAIN.jpg.jpg

MARIA DA BETANIA GALAS

É artista plástica, cenógrafa e arte-educadora, nascida no nordeste brasileiro. O gosto pela arte dos contadores de histórias, especialmente os poetas e os bonequeiros nordestinos, a levou a realizar muitos trabalhos no teatro, como O teatro de sombras de Ofélia e Histórias que o mundo conta, ambos com o grupo Caldeirão, em São Paulo. A experiência como educadora tem lhe conduzido por diversas áreas de atuação, como a ação educativa em museus, o ensino e a orientação pedagógica em escolas e a publicação de livros e artigos sobre arte e educação em instituições com Museu Afro Brasil, Escola Viva, revista Carta Escola, Editora Paulus e Editora Salamandra. Faz parte do Trans-ver, coletivo de arte que atua em São Paulo.

Foi de sua paixão pelo teatro de bonecos, em especial o teatro de sombras, que nasceram as ilustrações para Lia e o feitiço da palavra.

978-65-990107-7-4 capa Alcateia.jpeg

MARÍA JOSÉ FERRADA

É jornalista e escritora. Seus livros foram publicados em editoras de literatura infantil, tanto chilenas quanto estrangeiras. Recebeu importantes reconhecimentos por seu trabalho, entre eles, o Prêmio Cidade de Orihuela de Poesia para Crianças, Prêmio Fundación Cuatrogatos, Prêmio do Banco do Livro da Venezuela e recentemente, por seu livro Niños, foi ganhadora do Prêmio Academia, outorgado pela Academia Chilena da Língua à melhor obra literária publicada no ano de 2013. Em 2014 lhe foi concedido o Prêmio Narta Brunet do Conselho do Livro e da Leitura, pelo livro Notas al margen. Em 2016 recebeu o Prêmio Fundación Cuatrogatos pelo livro Escondido

MARÍLIA MOREIRA

Nasceu em São Paulo em 1975. É atriz, dramaturga e diretora teatral. Integrou o Centro de Pesquisa Teatral de Antunes Filho por 5 anos e trabalhou sob sua direção nas montagens de Policarco Quaresma e A falecida Vapt-Vupt. Trabalhou também com os renomados diretores Roberto Vignati e Héctor Babenco, entre outros. Em 2001 fundou o núcleo O Teatro de Areiam da Cooperativa Paulista de Teatro, que tem por objetivo pesquisar e difundir a cultura popular brasileira. Escreveu, dirigiu e atuou em diversas montagens dessa companhia, entre elas a peça Língua de Boi, ainda exibida no programa Teatro Rá-Tim-Bum da TV Cultura. Dentro d´O Teatro de Areia, desenvolveu, a pedido do Sesc-SP, o projeto de contação de histórias chamado “Histórias com poesia”, que levava ao público infantil dados biográficos e poemas de diversos autores brasileiros. Foi desse trabalho que surgiu a vontade de levar para esse mesmo público os seus próprios poemas, que deu origem a este primeiro livro, Lia e o feitiço da palavra.

Natália_Gregorini.jpeg

NATÁLIA GREGORINI

Nasceu em Vilhena, Rondônia, em 1990, e já morou em vários estados até chegar aqui em Campinas, São Paulo, onde fez a faculdade de artes visuais. Natália é autora e ilustradora, publicou seu livro Madalena pela Editora Livros da Matriz em 2019.
Criou as ilustrações do livro Eu, ué! usando tinta guache, lápis de cor e seu referencial poético do texto de Juliana Valverde.

Nelson Cruz.jpeg

NELSON CRUZ

Belorizontino, nasceu em 1957. Atualmente, mora e trabalha em Santa Luzia, a 135 quilômetros de Bento Rodrigues, Mariana e 80 quilômetros de Brumadinho, em Minas Gerais. 

Em 2012 a Fundação
Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ indicou o ilustrador ao prêmio Hans Christian Andersen de ilustração e à Lista de Honra do IBBY. Em 32 anos de carreira, recebeu os prêmios APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), Academia Brasileira de Letras, Monteiro Lobato, Biblioteca Nacional, seis prêmios Jabuti, Melhor Ilustração da FNLIJ e a menção Cátedra Unesco de Literatura PUC-Rio-2019. Esse ano Nelson está concorrendo em três categorias no prêmio Jabuti com o livro Benjamina, pela editora Miguilin.

Capa eu, ué! 2.jpg
ALCATEIA.jpeg
capa saga .jpg
ALCATEIA.jpeg

RICARDO AZEVEDO

Ricardo Azevedo é um dos mais conhecidos autores para crianças e jovens no Brasil. Autor há mais de trinta anos, tem obras publicadas na França, na Alemanha, no México, em Portugal e na Holanda. Mestre e doutor pela faculdade de Letras da USP, é também um dos maiores adaptadores de contos da cultura popular brasileira para crianças e jovens.

RODRIGO MARÍN MATAMOROS

É designer gráfico e cofundador da revista Intemperie, lançada em 2010 e busca oferecer um olhar aberto, independente e diversificado dos temas e das tendências culturais chilenas e do mundo. Escondido é o seu primeiro livro Em 2016 recebeu o Prêmio Fundación Cuatrogatos pelo livro Escondido.

crédito Carlos Moreira

RONALD POLITO

É poeta e tradutor. Publicou os livros de poemas Solo (7 Letras, 1998), Vaga (ed. do autor, 1997), Objeto (ed. do autor, 1997), Intervalos (7 Letras, 1998), De passagem (Nankin Editorial, 2001), Terminal (7 Letras, 2006) e Ao abrigo (Scrptum, 2015), e o livro de prosa Os viajantes e outras narrações breves (e-galáxia; Patuá, 2016). Traduziu escritores catalães como Joan Brossa, Narcís Comadira, Carles Camp Mundó e Maria Mercè-Marçal, e mexicanos como José Juan Tablada, Renato Leduc e Octavio Paz. Fez o estabelecimento de textos de Tomás Antônio Gonzaga, frei José de Santa Rita Durão, Manuel Inácio da Silva Alvarenga, Joaquim Manuel de Macedo e Carlos Drummond de Andrade. Com o selo independente Espectro Editorial, criado em 2004, já publicou 51 plaquetes com poesia, tradução e prosa. A galinha e outros bichos inteligentes é seu primeiro livro de poemas para jovens.

 

 

 

RUBENS MATUCK

Rubens Matuck nasceu e vive em São Paulo. É educador, artista plástico, autor e ativista ambiental desde sempre, quando isso ainda não era moda. Sua formação artística mostra bem a grandeza do seu talento: foi aluno de Aldemir Martins, Evandro Jardim, Renina Katz, Van Acker e Sansom Flexor. Com um time desses, não é à toa que se tornou o que é: um artista tão significativo quanto seus mestres.

SILVANA TAVANO

Silvana Tavano é escritora e jornalista formada pela Escola de Comunicações e Artes

da USP. Depois de atuar por mais de 25 anos em diversos jornais e revistas, passou a

escrever livros para jovens e crianças, como “Creuza em Crise – 4 Histórias de Uma

Bruxa Atrapalhada” (Companhia das Letrinhas); “Fala, Bicho!”, “O Zum-Zum- Zum

das Letras” e “No Fim, Tudo Recomeça de Outro Jeito” (Moderna); “Longe”

(Salamandra) e “As Namoradas do Meu Pai” (Girafinha), além de diversos títulos

com o selo Callis: “Como Começa?” e “O Mistério do Tempo” (selecionados pelos

catálogos da FNLIJ, respectivamente em 2008 e 2009, com o selo Altamente

Recomendável) e “Psssssssssssssiu”, indicado ao Jabuti, premiado com o João de

Barro de Literatura para Crianças e Jovens, em 2011, e com o selo White Ravens, em

2013. Tem títulos publicados na Argentina, Japão, China, Itália, Alemanha, Suécia e

Turquia.

“Onde Você Mora?” é seu primeiro título pela ÔZé Editora.

SILVINHA MEIRELLES

Nasceu em 1957. Formada em Psicologia, teve sempre seu olhar voltado para infância,  desenvolvimento e educação. Trabalhou em clínica com ludoterapia e foi - por 10 anos - orientadora educacional em uma escola em São Paulo. Atualmente, trabalha em projetos educacionais pontuais e mais relacionados à cultura e à cidadania. Tem publicado alguns títulos sendo dois deles pela ÔZé Editora.

SYLVIA HELENA BOOCK

Sylvia Helena Boock trabalha com arte-
educação, ministrando cursos de arte para crianças e educadores. A Borboleta Azul é seu primeiro livro ilustrado.

 

 

 

TEREZA MEIRELLES

Tereza Meirelles nasceu em 1990 em São Paulo. Durante toda a graduação dividiu seu tempo entre a psicologia e o desenho. Por um ano estudou artes na IUNA em Buenos Aires. Além de ilustrar livros já trabalhou com animação, fez murais e tatuagens, convites e peças gráficas diversas e também ilustrou storyboards e cenários.

 

 

 

NINA MEIRELLES

Nina Meirelles, 1988, é formada em História pela USP, mas se inseriu no ramo do design gráfico, cenografia, expografia e direção de arte há alguns anos. Fez diversas publicações, de livro infantil, material didático, convite, cartaz, revista a identidade visual, sinalização de museus e parte gráfica de exposições. Também trabalha com arte e produção de exposições, vídeos, eventos e clipes.

 

VERA RODRIGUES

(1954-1997)

 

Vera era artista em período integral.  Acordava, pensava, agia artista. Criava o

tempo todo. Vivia artista.

Artista plástica de formação, expôs no Brasil, Alemanha, Colômbia, Chile e China.

Professora de plástica, desenho e pintura em universidades e para grupos em

seu ateliê. Consultora de artes visuais em editoras. Capista e ilustradora.

Um pouquinho dos seus múltiplos talentos está demonstrado em Pra você.

veridiana%20scarpelli_edited.jpg

VERIDIANA SCARPELLI

Nasceu, mora e trabalha em São Paulo. É formada em Arquitetura e Urbanismo pela USP e sempre gostou de desenhar, mas deu muitas voltas até entender que na ilustração estava seu lugar. Isso foi lá em 2007. Desde então, ilustra jornais, revistas de todo tipo, livros para crianças e para adultos, e tudo mais onde couber um desenho. E que alegria é ilustrar um livro! Ainda mais quando tem personagens tão especiais como estes.

VIVIAN BRAGA

Vivian Braga estudou Desenho Industrial e trabalha com Artes Plásticas. Suas criações em carimbo são feitas em papéis e em tecido. Mãe d'água é seu primeiro livro ilustrado com essa técnica.

ZECO HOMEM DE MONTES

Zeco Homem de Montes já foi livreiro e distribuidor, e é um dos pioneiros na cidade de São Paulo em criar livrarias especializadas para crianças e jovens. Continua com seu trabalho de divulgador da literatura infantojuvenil atualmente como editor.

 

 

 

978-65-990107-7-4 capa Alcateia.jpeg
A PRINCESA E O DRAGÃO.jpeg
ALCATEIA.jpeg