oze.editora@uol.com.br | 2373.9006
Rua Conselheiro Carrão, 420 | Bixiga | CEP 01328-000 | São Paulo - SP

CNPJ 13.360.966/0001-81

Textos: Anna Flora | Projeto: Nina Meirelles

HELENA SERAPHICO

Nasceu na cidade de São Paulo, em dezembro de 1965.

 

Quando era criança, o momento favorito do dia era aquele em que, perto da hora de dormir, sua tia-avó Maria Leopoldina lhe contava histórias. Era fascinante! Mas, como todos sabem, as histórias acabam... e com isso não conseguia se conformar. Sempre queria saber o que aconteceu depois do fim. E a única forma de resolver isso era criar. Então, sua tia, que era a pessoa mais carinhosa do mundo – e, sem dúvida, dotada de um talento muito especial para resolver esse impasse –, passou a escrever num bloquinho, durante o dia, uma continuação para a história que tinha acabado. Nos primeiros tempos, foi um sucesso total! Mas, com o passar dos dias, como também ficava maquinando sobre o enredo, imagine só o que começou a acontecer! Então sua tia, a paciência em pessoa, encontrou a saída: quando uma história terminava, nas noites seguintes as duas criavam, juntas, sua continuação.

 

Sua vida escolar foi, praticamente toda, no Colégio Assunção, na época uma escola só de meninas (imaginem a chatice). Depois, no nível universitário, cursou História na Universidade de São Paulo (USP).

 

Lecionou durante alguns anos nas redes pública e privada. Mas... como diria sua tia Maria, um “bichinho carpinteiro” dentro dela, somado ao enorme interesse em conhecer outros lugares e diferentes culturas, não lhe deixou ficar parada. Durante muito tempo levou uma vida meio nômade: morou alguns anos em Paris (França), outros em Serpa, uma pequena cidade do Alentejo (Portugal), em Porto Seguro (sul da Bahia) e também em Curitiba (Paraná). O convívio com outras realidades, pessoas de diferentes classes sociais e diferentes visões de mundo lhe instigava, cada vez mais, a escrever – hábito que nunca deixou e que se tornou uma verdadeira necessidade, pois as histórias “nascem” e chega um momento em que “pedem para ser escritas para que possam ganhar corpo e não serem esquecidas”.

 

Atualmente vive São Paulo e divide – ou ao menos tenta dividir – seu tempo entre cuidar de seu filho e escrever livros e roteiros. Este é o primeiro livro que publica e, por fazer parte de uma série, ao que tudo indica em breve verá o segundo volume chegar às livrarias.